Início >> Noticia >> Horta do lar da providência realiza encontro entre gerações
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Horta do lar da providência realiza encontro entre gerações

"Nossa intenção é promover a troca que se estabelece entre as gerações. Essa atividade feita na horta contribui para a construção de uma cultura intergeracional. Aqui, as crianças podem enxergar as diferenças que há entre elas e os idosos. Esse contato é fundamental para construção de uma sociedade solidaria”, declarou a terapeuta ocupacional, Juciane Melo, na visita das crianças de ensino infantil e fundamental da Escola Ideal Jr. - Cidade Nova ao Abrigo de Idosos “Lar da Providência”.
O espaço é fruto do projeto “Horta do Lar – Cultivando Laços” idealizado pela Secretaria do Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster) por meio da Diretoria de Segurança Alimentar e Nutricional (DISAN), que visa o bem estar dos idosos desta UAPI (Unidade de Apoio à Pessoa Idosa) e a segurança alimentar e nutricional, já que, os alimentos colhidos na horta complementam o abastecimento da cozinha do abrigo. A ação foi realizado na última quinta-feira (30).
Esta ação, possibilita uma melhor convivência do idoso com a comunidade, contribuindo para sua maior participação, interação e autonomia. A secretária titular da Seaster, Ana Cunha, explicou que “além de oferecer produtos 100% orgânicos e um local de socialização entre os idosos e a comunidade, as atividades de cultivo realizadas pelos idosos faz com que eles se sintam útil e isso é fundamental para a construção de sua autoestima”.

Integração
Durante a visita, as crianças realizaram diversas atividades. Elas conheceram os dormitórios, o espaço recreativo dos idosos, realizaram práticas de plantio, assistiram palestra com a finalidade de orientá-los para uma alimentação saudável e segura, por fim, elas prestaram uma homenagem aos idosos do abrigo, possibilitando um momento de maior integração entre eles.
Para a orientadora educacional da Escola Ideal Jr., Simone Tota, “a visita ao lar é um exercício de inclusão social, onde as crianças passam a enxergar o idoso como membro da sociedade em que habita”. A professora do Jardim II, Renata Silva, completa dizendo que “a aproximação trabalha a conscientização social, contribuindo para construção de uma sociedade justa e igualitária”.

Políticas públicas socioassistenciais
O Resultado alcançado na horta é o efeito de uma gestão proativa e comprometida em garantir a dignidade do idosos através de políticas públicas socioassistenciais. “Devemos cuidar do idoso e não olhar o idoso com piedade”, declara a gerente do abrigo, Lilian Silva. Dessa forma, “as tarefas na horta tem função terapêutica por trabalhar a estimulação cognitiva, garantindo satisfação e prazer aos nossos idosos”, afirma a psicóloga da UAPI, Priscila Albuquerque.
Para o agrônomo da Seaster, Rildo Medeiros, “o objetivo é assegurar a segurança alimentar e nutricional da UAPI.Ver eles consumindo alimentos saudáveis e saborosos e também fazendo da horta um espaço de interação com a comunidade é muito gratificante”, almeja. A expectativa é de que está ação se estenda por todas as redes socioassistenciais.