Início » Noticia » Restaurante comunitário garante alimentação saudável para trabalhadores durante a pandemia
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Restaurante comunitário garante alimentação saudável para trabalhadores durante a pandemia

Image: 

Garantir uma refeição saudável com todos os nutrientes necessários por um preço acessível. É dessa maneira que o Restaurante Comunitário Prato Popular cumpre a sua função social há 14 anos, completados na última segunda-feira (01), garantindo para os trabalhadores da Feira do Entroncamento, em Belém, a segurança alimentar e nutricional mesmo durante a pandemia. O estabelecimento é gerenciado pela Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster).

Seu Miro Gomes, de 58 anos, tem uma pequena banca de revista em frente ao restaurante e almoça no espaço desde o ano da sua fundação. “Essa refeição facilita bastante a nossa vida aqui na feira porque com 2 reais eu não consigo comprar nenhum lanche por aqui, mas eu consigo comprar o meu almoço e com isso a gente consegue economizar no bolso”, comenta.

Assim como Miro, outros trabalhadores da região e de bairros vizinhos dependem do espaço para almoçar diariamente. “Muitos colegas aqui da feira e de outros bairros tiveram uma queda no orçamento, mas o restaurante não parou de funcionar. Se o trabalhador for colocar na ponta do lápis tudo o que se gasta com refeição é um valor muito alto no final do mês, mas aqui nós temos essa alternativa com um almoço barato. O restaurante é um projeto muito bom para nós”, conta Miro. 

Para a Diretora de Segurança Alimentar e Nutricional da Seaster, Nazaré Costa, o restaurante é um serviço importante para apoiar quem precisou continuar trabalhando durante a pandemia. “Nós realizamos uma logística e uma metodologia para atender essas pessoas nesse momento, sobretudo os feirantes, que fazem parte dos serviços essenciais que não pararam de trabalhar. Esses trabalhadores precisavam ter a garantia da sua alimentação diária, por conta disso nós decidimos permanecer com o restaurante aberto atendendo todos os critérios de segurança”, explica a diretora.  

Precaução – Para garantir a proteção dos funcionários e do público do restaurante, a Seaster tem adotado todas as medidas de segurança dentro do espaço, como o uso contínuo de Equipamentos de Proteção Individual (EPI's) e higienização das mãos dos colaboradores. Além disso, as refeições são entregues em marmitas na entrada do restaurante para evitar aglomeração.

“Paramos de servir dentro do restaurante, nós estamos disponibilizando a retirada das quentinhas na entrada, uma pessoa por vez, obedecendo todos os protocolos de segurança estabelecidos pelo Governo do Estado como o uso de luvas, máscaras, capote e touca. Tudo isso para que o público não corra nenhum risco”, pontua o titular da Seaster, Inocencio Gasparim.

Funcionamento - O Restaurante Comunitário Prato Popular está localizado na Rua Prainha, 215, no Entroncamento e oferece refeições diárias pelo preço de R$ 2. O projeto é mantido pelo Governo do Estado, por meio da Seaster, e tem a parceria da Companhia Paraense de Refrigerante (COMPAR) e da Boa Mesa Alimentos.