Início >> Noticia >> Seaster apresenta cursos de qualificação para socioeducandos da Fasepa
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Seaster apresenta cursos de qualificação para socioeducandos da Fasepa

Oferecer oportunidades de qualificação, ressocialização e inserção profissional no mercado de trabalho. Esse é o principal objetivo dos cursos profissionalizantes oferecidos a socioeducandos, apresentados na manhã desta terça-feira (5), durante aula inaugural promovida pelo Governo do Pará, por meio da Secretaria de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster).

O evento, realizado no complexo esportivo Apoena, em Ananindeua (Região Metropolitana de Belém), faz parte do projeto “Escrevendo e Reescrevendo nossa história”, fruto da parceria entre Seaster, Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa) e Ministério Federal do Trabalho. Por meio de cursos e capacitações, jovens que estão cumprindo medidas socioeducativas terão a oportunidade de adquirir novos conhecimentos e alcançar novas perspectivas de emprego e renda.

Para o secretário de Trabalho, Emprego e Renda, Miriquinho Batista, essa parceria renova para os jovens a capacidade de sonhar e buscar um futuro melhor. “A aula inaugural é um marco na vida de todos nós. A partir dela, nossos sonhos são renovados. O de vocês em ter a oportunidade de qualificação e inserção no mercado de trabalho, e os nossos em participar e oportunizar esse processo”, destacou.

Nesta primeira etapa o projeto pretende qualificar 529 educandos, distribuídos em 34 turmas, nos municípios de Belém, Ananindeua, Marituba, Benevides e Santa Izabel do Pará, na RMB. Os cursos serão nas áreas de informática, panificação, mecânica de motos e produção de mudas e sementes.

Profissionalização - Miguel Fortunato, presidente da Fasepa, destacou a importância de organizar um cronograma de ensino regular voltado à aprendizagem dos socioeducandos. “Esse é o nosso foco. Estimular os nossos jovens através da educação, da profissionalização, de um estudo contínuo e de qualidade, que gere resultado e garanta direitos que são exigidos por lei”, enfatizou o presidente.

Durante a aula inaugural, os convidados ainda assistiram à apresentação do grupo musical formado por educandos e peças teatrais, abordando temas como violência, preconceito, amor e esperança.

Um dos jovens que cumpre medida socioeducativa, ao se apresentar, destacou o significado que essas ações têm na vida de cada um. “Atividades como essas são de grande importância nesse processo de ressocialização. Elas contribuem diretamente com o nosso currículo e nos ajudam a enfrentar o mercado de trabalho. Às autoridades, eu peço que não desistam da gente. Nós precisamos de vocês para sair daqui ressocializado, com uma vida digna e honesta”, disse o jovem. (Contribuição Ascom/Fasepa).